1. Clínica
  2. Tratamentos
  3. Equipe
  4. Tecnologia
  5. Blog
  6. Marque sua consulta
Marque sua consulta

Blog

imagem do poste do blog

Cicatriz Hipertrófica

, , ,

A depender da gravidade, a cicatriz hipertrófica pode deixar marcas emocionais para quem sofre com ela. Muitos pacientes têm problemas de autoestima causados pelas cicatrizes que também são uma queixa constante nos consultórios. A boa notícia é que elas podem ser tratadas!

 

A cicatriz hipertrófica é uma forma de cicatrização anormal (assim como quelóide) que surge com cerca de 2 semanas. Ela, nos primeiros meses, pode até tornar-se grande, avermelhada e com alto-relevo, mas tende a ficar restrita à área da ferida. Outra grande diferença com relação ao quelóide  é o fato da cicatriz hipertrófica regredir com o tempo, ficando mais fina e com a cor semelhante à da pele. Na fase de regressão, que pode demorar de 1 a 2 anos, a cicatriz hipertrófica pode ficar até uma pouco mais profunda que a pele. Em casos de feridas grandes e em áreas de acúmulo de gordura, essa depressão também pode ser esteticamente incômoda.

 

A radiofrequência microagulhada a ouro do Endymed, por exemplo, tem resultados muito bons para casos de cicatrizes. O aparelho funciona com microagulhas de ouro, que podem ser introduzidas na pele em diferentes profundidades, a depender do tratamento indicado para cada paciente; e com a radiofrequência, que também pode ou não ser ativada nos tratamentos. O estímulo de produção de colágeno acontece tanto pelos microfuros feitos pelas agulhas, que permitem ainda a entrega direta de substâncias que sejam aplicadas em seguida (drug delivery), como pelo aquecimento proporcionado pela radiofrequência; processos que regeneram os tecidos da face. O protocolo mais indicado será definido pelo dermatologista, de acordo com o nível de gravidade das lesões, e com o caso de cada paciente.

 

Agende sua consulta com as nossas dermatologistas, cuide dessa cicatriz que tanto lhe incomoda e venha se tornar sua melhor versão ✨