1. Clínica
  2. Tratamentos
  3. Equipe
  4. Tecnologia
  5. Blog
  6. Marque sua consulta
Marque sua consulta

Blog

imagem do poste do blog

Rejuvenescimento das Mãos

, , , ,


Andar de mãos dadas, acenar para um amigo, fazer carinho, gesticular…

Já parou e pensou o quanto você usa as mãos diariamente? Elas estão sempre aparentes, chamando ou roubando a atenção. Por isso, perceber que elas perderam seu aspecto “jovem” pode ser algo assustador para nossa autoestima.



Em contraponto a procura por cuidados e procedimentos para essa região é cada vez mais comum.



Mas você sabe como acontece esse envelhecimento? Sabe quando se preocupar com esses fatores ou até mesmo o que a dermatologia atual pode fazer por você?





Como as mãos perdem a juventude?

O tempo, infelizmente, não é “amigo” de nenhuma parte do corpo.



O desgaste natural das células, a perda gradativa de colágeno (que gera fibras de sustentação para a pele) e as alterações naturais que acontecem nos ossos, na gordura e em nossos músculos, a partir dos 30 anos, são grandes responsáveis pelos sinais do envelhecimento.



No entanto, as mãos também estão constantemente expostas ao clima, ao sol, à produtos de limpeza, produtos químicos, a lesões e muito mais.



Esses fatores externos e internos, quando combinados, tendem a diminuir (além da produção de fibras de sustentação), a nossa camada de gordura e a capacidade de regeneração das células. Assim, além de perder seu aspecto “volumoso” e jovem, a mão começa a demonstrar rugas, manchas, ceratoses seborreicas (tumores benignos) e flacidez com mais facilidade.



Mas só nos resta sentar e deixar a juventude “escorrer de nossas mãos”? Muito pelo contrário!


A prevenção

Vale apontar que essas “dicas gerais”, não substituem a avaliação de um dermatologista.



Até para escolher produtos com o intuito de prevenir os sinais do envelhecimento, realizar a análise do seu tipo de pele e a gravidade do seu problema pode ser algo valioso.



Mas boas práticas normalmente incluem:



O uso do filtro solar com fator UV adequado;
Indicação do uso de luvas com proteção aos raios solares, especialmente para pessoas que ficam muito expostas no dia a dia;
Uso de cremes com Vitamina C ou E, ácido Hialurônico ou ácido Retinoico para ajudar com a hidratação da pele;
Ingerir alimentos ricos em colágeno como ovos, leguminosas, gelatina e frutas cítricas;
Abandonar hábitos nocivos como o uso do cigarro;
Evitar traumas ou remoção de cutículas de forma excessiva (pois aumenta a exposição a infecções e agentes nocivos);


No entanto, com os efeitos progressivos dos fatores que auxiliam o envelhecimento, nós também podemos recorrer a ações mais “intensas” para preservar a juventude das nossas mãos.



E para esse fim, a dermatologia atual conta com uma variedade de opções que você irá conhecer no próximo tópico!



Os procedimentos que podem ser benéficos para as mãos

Se as rugas, manchas e flacidez já começam a afetar a sua confiança e autoestima, pode ser a hora de procurar um dermatologista.



Principalmente para pessoas a partir dos 40 anos, bons aliados dermatológicos podem ser:



Peelings: podem estimular a renovação da camada mais superficial da pele, assim como a sua oxigenação de nutrientes e remoção de toxinas. Com isso, é possível que a pele retome um aspecto firme e saudável.



O Ultraformer III: quando se fala em auxiliar a produção de colágeno em todo o corpo é difícil não mencionar esse daqui rsrsrs… Usando do ultrassom micro ou macrofocado, ele pode estimular a reação dos firoblastos (que produzem as fibras de sustentação), podendo também melhorar a estrutura da derme.


Ácido Hialurônico: essa substância, que também é produzida pelo corpo, é injetada com o intuito de refazer o volume natural das mãos. Podendo diminuir, por exemplo, a visibilidade das veias.




Bioestimuladores de colágeno: alguns produtos dessa categoria (como o Radiesse e o Sculptra) além de poderem estimular a produção de fibras de sustentação também possuem propriedades que podem devolver volume à certas áreas do corpo.


No entanto, vale reforçar que é necessário, antes de tudo, uma análise e acompanhamento de um médico dermatologista qualificado, para evitar possíveis complicações e encontrar a opção de tratamento que mais se adequada à você.


Assim, você pode “jogar as mãos para o alto” com a felicidade de vê-las rejuvenescidas!


E então, tem alguma dúvida sobre esse ou outro tópico? Entre em contato! Será um prazer te atender!